Moda e boa comida em Shimokitazawa

shimo

 

Fora do tradicional circuito turístico, Shimokitazawa é um dos bairros preferidos pelos japoneses para se visitar ou morar, pois, apesar de ser um dos mais antigos de Tóquio, está sempre se renovando. Ao mesmo tempo, consegue enganar o desenvolvimento urbano e mantém sua identidade cultural e arquitetônica. É perfeito para quem curte moda e boa comida.

Carinhosamente chamada de Shimokita, suas pequenas vielas e becos estão sempre abarrotadas de jovens estudantes, músicos e artistas em busca de inspiração. Concentra grande parte dos novos estilistas, que buscam espaço no concorrido mercado de moda japonesa.

Perca-se pelas ruas no entorno da estação. Vá bem cedo e prepare-se para andar bastante. A variedade de lojas é grande e a principal característica é o espaço diminuto. Então, não tenha pressa e repare em tudo. A BSide-Label vale uma visita. Ela fabrica e vende adesivos personalizados, muitos com personagens no estilo mangá, uma ótima opção de lembrancinha. Outra visita obrigatória é a loja Cune, que oferece uma diversidade de roupas e acessórios criados pelo estilista Hironori Yasuda. O destaque são os estranhos personagens que estampam os produtos, de cores vibrantes e tipografia elaborada.

Ficou com fome? Shimokita oferece uma profusão de pequenos restaurantes especializados em comida asiática, japonesa e internacional. Um que vale a pena uma passadinha é o vegetariano Nomin Café, que só usa produtos orgânicos e traz uma fusão de cozinha asiática com japonesa. O espaço, uma casa antiga, é um detalhe à parte, que transforma a refeição numa prazerosa viagem gastronômica. A dica é pedir o prato do dia, geralmente uma composição com várias porções diferentes de comida.

Para um brunch demorado, a sugestão é o Café e Padaria Mixture, cujo menu é basicamente de lanches e pizzas, acompanhados de suco e uma bela salada – experimente a salada de atum com abacate. Não deixe de comprar o popular e saboroso pão de café expresso.

Agora se a ideia é mergulhar na cozinha japonesa, então a dica é o restaurante Sushi Fukumoto, premiado com uma estrela no guia Michelin. O chef trabalha só com produtos frescos e sazonais, comprados diariamente por ele em Tsukiji, o maior mercado de peixes do mundo, no coração da capital japonesa. Não se esqueça de pedir uma sugestão de um bom saquê para acompanhar a refeição.

Se estiver cansado da comida japonesa, o bairro oferece um excelente bistrô, o Dill Fait Beau, cujo chef recebeu treinamento na famosa Cordon Bleu.

shimo2

GUIA

BSide-Label

Kitazawa 2-36-2 Hills Shimokitazawa 102

http://www.bside-label.com (em japonês apenas)

 

Cune

Kitazawa 2-35-2

http://www.cune.jp/

 

Nomin Café

Kitazawa 2-27-8

http://hyakushow.com

 

Sushi Fukumoto

Daizawa 5-17-6

www17.ocn.ne.jp/~fuku3411/

 

Café Mixture

Kitazawa 3-31-5

http://www.cafe-mixture.com/

 

Dill Fait Beau

Kitazawa 2-37-16 1F

http://www.dillfaitbeau.com/

 

Texto originalmente escrito para a revista Dufry e adaptado para este blog.

 

© Todos direitos reservados à revista Dufry, à Trip e à Ewerthon Tobace. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. All rights reserved to Dufry Magazine and Ewerthon Tobace. This material can not be published, broadcast, rewritten or redistributed without permission.

2 thoughts on “Moda e boa comida em Shimokitazawa

  1. Olá Ewerthon!
    Mais um lugar interessante para se conhecer e morar! Me encanta esta modernidade e a preservação da cultura e das tradições japonesas ao mesmo tempo.
    Que honra tê-lo como seguidor no twitter! Arigatô!
    Tenha um bom dia! :)
    Bjs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s